Pokerstars 48 horas depois

1 de Dezembro de 2016 às 18:35

Primeiras impressões… Joguem esta mão comigo…

- Pré-flop -

Ao fim de 18 meses de paragem forçada temos o primeiro operador de poker online, a Pokerstars. 

Quis o destino que se tivessem ido embora numa segunda-feira e que tivessem regressado também a uma segunda-feira. Saíram em black monday pela porta grande e regressam numa blue monday pela porta pequena. A segunda-feira fica assim marcada como o dia da semana com maior impacto na, ainda curta, história do poker online nacional.

Mesmo em mercado fechado - alguém sabe onde anda o regulamento da liquidez cruzada? – a stars resolveu avançar. 

Podemos especular acerca de quais serão as razões por trás deste regresso agridoce em mercado fechado a um país com as características pouco apelativas do nosso - 10 milhões de habitantes com baixo rendimento per capita e alguma aversão para meter dinheiro online– e pessoalmente só consigo ver uma. 

A de que terão algum tipo de garantia de que esta situação (mercado fechado) se altere num futuro próximo.

Espero estar certo e espero que essa garantia seja real e sólida. Mas nunca se sabe. 

O que se sabe é que, por um lado, nenhum mercado que tenha sido regulado e tenha aberto fechado mudou essa condição, mas por outro lado, temos (?) garantias por parte do regulador e de agentes ligados ao processo que teremos liquidez internacional.

Apesar de nos terem dito “tal e qual como era dantes” contínuo apreensivo e foram já muitos os sinais (o último deles ontem: http://www.srij.turismodeportugal.pt/pt/noticias/encontro-entre-autoridades-reguladoras/) que apontam para uma liquidez partilhada a curto/médio prazo, mas não internacional.

O regulamento que permite esse tipo de liquidez ainda não está pronto e já ninguém consegue perceber o porquê de tanta demora. São poucas as razões para esta demora e são todas más.

- Flop -

Em relação ao regresso propriamente dito, parece-me mal trabalhado a stars não ter anunciado aos clientes antigos que iria regressar e do que precisavam de fazer e como o fazer.

O resultado foi que muitos jogadores tiveram dificuldades e entre sites e softwares a frustração era muita e isto podia ter sido facilmente evitado.

Depois avançou com uma discriminação entre contas antigas e contas novas, dando às novas um bónus de 20€ se depositassem 10€ e mais um bónus surpresa no depósito de qualquer quantia. Ou seja depositando 10€+1€ ficavam com 31€ e mais um bónus surpresa.

Às antigas foi dado esse bónus surpresa se depositassem 20€ que e esse bónus surpresa seria uma quantia entre 1€ e 1000€ mas, coincidentemente, todos os jogadores com que falei - e falei com muitos - receberam 1€. Ou seja depositaram 20€ para ganhar 1€. E isto é miserável, pouco inteligente e um desrespeito pelos clientes antigos que mereciam maior consideração.

Não sei se por culpa da stars ou de terceiros mas os depósitos demoraram muito a entrar e o suporte oscilou sempre entre o fraco e o inexistente o que revela alguma falta de preparação mesmo levando em conta que nada corre a 100% no primeiro dia, podiam e deviam ter-se preparado melhor. 

- Turn -

O software é o mesmo, com excepção de algumas pequenas nuances – entre outras, não vi a função de mostrar a força da mão e a possibilidade de mostrar as cartas foldadas - e a oferta é muito semelhante à da stars.fr. desde as horas de maior oferta (para sits e mtts), passando pelo tipo e estrutura dos torneios tudo parece ter sido feito usando a stars.fr como modelo.

Mais gente do se pensa gosta de jogar este jogo e é óbvio que para muitos as saudades de jogarem poker online eram imensas. O regresso, apesar dos problemas, teve mais gente do que esperava e nestes dois dias tiveram, no pico – estimadamente - cerca de 5000 jogadores que fizeram com que mais de 100 sits, 100 mesas de cash e dezenas de mtts estivessem sempre a correr, quase todos atingiram o cap – e já agora não percebo se os mtts têm cap por razões técnicas ou fiscais, mas gostava de ver essa situação alterada - e quase nenhum com overlay o que revela que foram inteligentes na definição do valor dos garantidos. 

A determinada altura os servidores pararam e demoraram muito tempo para voltar prejudicando centenas de jogadores de mttss e sngs que foram vendo as blinds subir e quando o jogo voltou a sua jogabilidade tinha ficado comprometida e sobre isto nada se ouviu.

Nada de refunds, pedidos de desculpa ou o que quer que fosse. 

Foi uma péssima experiencia para o primeiro dia e o conselho que vos dou, se foram prejudicados, é que mandem mail a exigir refund. Mesmo sem saber se a culpa foi deles ou de terceiros não devemos ser prejudicados e mais uma vez parece-me falta de preparação ou incapacidade de previsão e podem e devem fazer mais e melhor.

Em termos de rake – combinado - pelo que pude perceber anda à volta de 11% o que, neste cenário, me parece equilibrado.

- River - 

Já se viu que têm andado a experimentar com as ofertas e é de se esperar mais mudanças com o tempo.

Apesar de se ver muita gente a jogar a esmagadora maioria anda nos limites baixos, a nossa liquidez é muito inferior à dos franceses, espanhóis e italianos o que vai fazer com que sempre corram muitos jogos mas nunca acima de certos limites – basta referir que os mtts mais “caros” tiveram todos overlay.

Acredito que este factor vai ser uma constante a menos que sejam inteligentes na criação de mais e melhor oferta em termos de satélites e mais e melhores ofertas de bónus e promoções e este mês seria o ideal.  

O Natal vem aí e seria a altura perfeita não só para lançar promoções mas também para lançarem umas series, um conjunto de torneios bem estruturado com oferta abundante de satélites que fizessem as pessoas quererem jogá-los.

- E agora, como jogamos, qual a nossa linha e a pergunta que se impõe – 

O que temos é sustentável? 

Como quase tudo na vida, depende do ponto de vista. 

Para o Estado?

É de certeza sustentável. 

Mesmo sem saber que podia arrecadar muito mais receita se fizesse as coisas de outra forma, a verdade é que está a arrecadar receita pela primeira vez numa actividade que durante quase duas décadas nunca pagou imposto. E consegue fazê-lo com o mínimo esforço e investimento.

Se fosse ambicioso e bem aconselhado nesta matéria penso que Portugal tinha condições para estar na frente da regulamentação do jogo online e fazer do nosso país um paraíso para todos os agentes envolvidos. 

Para a Pokerstars? 

Dificilmente será sustentável.

Claro que não se consegue saber ao certo o total de despesas que tem para operar no nosso país mas sendo o poker o motor e a base da sua oferta, sem apostas desportivas e casino, somado o valor da licença – baratíssimo -  e a taxa de imposto que tem que suportar duvido que tenham lucros significativos que justifiquem a sua presença. 

Acho que sabiam disto antes de entrarem e por isto acredito que têm alguma expectativa de mudança de liquidez a curto/médio prazo.

Para os jogadores?

Bom aqui acho que merece ser feita uma distinção entre recreativos e regulares.

Os recreativos não têm que se preocupar muito com sustentabilidade porque jogam, na maioria, pelo entretenimento e paixão pelo jogo e só precisam de ter jogos a correr.

Pelo que se viu até agora - e mesmo levando em conta que o regresso da stars provocou uma euforia e que estes números tendem a baixar com o tempo - os jogos devem correr em número suficiente para serem oferta mais que suficiente para eles, logo será sustentável.

Os regulares precisam de mais, mais liquidez e jogos a correr em oferta abundante entre vários formatos e buy-ins.

A maioria dos profissionais teve que sair do país para poder trabalhar e não é com esta oferta que poderão, infelizmente, planear o regresso. Mas nem todos os profissionais saíram e os regulares neste momento são compostos por aqueles profissionais que não saíram mais aqueles que jogam este jogo de forma competitiva mas que o poker nunca foi a sua única, ou principal, fonte de rendimento.

Para os que jogam sits a oferta ainda é muito tímida – no primeiro dia sits muitltable eram só de 18 pessoas, ontem já foram de 45 pessoas – e acho difícil que corram em número suficiente para poderem pensar em jogá-los de forma profissional.

Para quem joga mtts é mais difícil de se dizer, uma vez que existem alguns bem estruturados mas a oferta actual é escassa e os horários em que correm têm uma janela curta. 

Talvez a oferta seja maior no futuro, mas neste momento não existem mtts em número suficiente para se poder grindá-los profissionalmente.

Para quem joga cash talvez seja sustentável. Não sei até que ponto a qualidade do field possa contrabalançar a falta de oferta a partir de certos stakes uma vez que não é de se esperar muito recreativo de forma regular em limites como NL50 e acima.

Claro que os melhores jogadores de poker são adaptáveis e claro que haverá sempre quem ganhe muito dinheiro a jogar. Podem ser poucos mas alguns vão conseguir. Nada disso me irá surpreender embora preveja uma vida mais fácil para quem joga cash ou mtts.

Estes dias iniciais têm tido alguma liquidez e será necessário mais tempo para se poder fazer uma análise mais completa do que é o presente e poderá ser o nosso futuro.

O início, nesta conjuntura, foi entusiástico mas acredito que a tendência seja para estes números estabilizarem - leia-se descerem – e a menos que se tenha o dedo bem firme no pulso da situação e se forem fazendo ajustes inteligentes à medida das necessidades, será muito difícil mantê-los.

Espero pelo regresso da liquidez internacional o mais rápido possível. 

Mas até lá como jogamos? Pagamos ou Foldamos?



Comentários (8) Comentários


1 de Dezembro de 2016 às 22:09
ChakraIndigo Autor verificado disse
Foldamos!

De qualquer maneira, muito bom resumo e uma perspectiva correcta da situação.

1 de Dezembro de 2016 às 22:19
poaxer Autor verificado disse
De salientar que já houve overlay em alguns torneios.
Creio que, para jogadores de torneios, o único dia decente será o domingo.

2 de Dezembro de 2016 às 09:05
mjfp1976 Autor verificado disse
jogadores micro.... 80% bullshit , R.I.P POKERSTARS.PT

2 de Dezembro de 2016 às 09:43
VAKid1 disse
Belo review da situação,esperemos que a situação melhore e que haja alguem que escute a opinião de pessoas comoo D333P mas o nosso jogo voltar a ribalta em Portugal.gg to all

2 de Dezembro de 2016 às 12:30
brunoVJ Autor verificado disse
A revisão está boa. A situação não é a melhor, tanto que a 1 de Dezembro de 2015, na conferência do jogo online, havia sido dito que o mercado iria ser mercado fechado género francês inicialmente, algo que não se veio a verificar.

Com este género de mercado não dá para ser jogador profissional, apesar de ser melhor que nada.

2 de Dezembro de 2016 às 17:30
TheCityLie Autor verificado disse
"Mais gente do se pensa gosta de jogar este jogo e é óbvio que para muitos as saudades de jogarem poker online eram imensas. O regresso, apesar dos problemas, teve mais gente do que esperava e nestes dois dias tiveram, no pico – estimadamente - cerca de 5000 jogadores que fizeram com que mais de 100 sits, 100 mesas de cash e dezenas de mtts estivessem sempre a correr"

A tarde de hoje já teve picos de 30 e tal mil pessoas.

3 de Dezembro de 2016 às 00:26
drop2zero Autor verificado disse
O que mais me está a intrigar é o facto de haver cap nos mtt, não consigo mesmo perceber a razão.

3 de Dezembro de 2016 às 13:29
Cindeiro Autor verificado disse
Uma analise que eu discordo em varios pontos.
A stars esta aberta a dois dias e acham que vai descer o numero de jogadores e ainda nem sequer existiu publicidade, a tendência é claramente de aumentar.
Acham que a stars não tem lucro???
O que voçês pensam já a stars fez as contas ha muito tempo.
Sempre se falou mal do poker não é agora que ia mudar.
Se as pessoas quizerem ser inteligentes é se não ganham num field de 300 jogadores como querem ganhar no meio de 10000.
Eu já na antiga stars só jogava torneios de 180.
Grande pokerstars e o meu obrigado a esta grande instituição

Os comentários efectuados por utilizadores não registados terão de ser aprovados por um moderador.
Pode fazer Login ou, se ainda não é membro, Registar-se de forma a poder comentar sem moderação.

Nome

Email
Resolver o enigma: 5 + 9


 

D333P - Gabriel Fonseca

D333P

Gabriel Fonseca

Últimos posts